Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Com um sorriso, chegas ao infinito.

Um espaço, que descreve a minha atitude perante a vida. Viver com um sorriso, perspectivando um futuro melhor. Sorri sempre!

Com um sorriso, chegas ao infinito.

Um espaço, que descreve a minha atitude perante a vida. Viver com um sorriso, perspectivando um futuro melhor. Sorri sempre!

31.05.21

Solidão, ou olhar para dentro de nós…


Maria Neves

http://mluciadneves.blogs.sapo.pt93DA18E9-2985-490F-8CFD-52307AF4BE3A.jpeg

Solidão, ou olhar para dentro de nós...

A Solidão é temida porque,  é  geralmente associada  à situação em que uma pessoa, "sente  isolamento,  até uma sensação de vazio do mundo. "
Porém,  este conceito,  assenta numa perspectiva cultural,  terá a sua percepção face ao que vive, ou viveu,  às suas raízes e sentidos, à sua Cultura.

Viver  sozinho, não significa efectivamente solidão. Parece- me que se confunde muitas vezes solidão com abandono.

Isso sim, é muito mau. Todo o Ser humano tem direito à satisfação das suas necessidades humanas básicas. Mas,  daí a ter que estar obrigatoriamente acompanhado, quando tem vontade própria, autonomia física e mental,  é pura invasão de propriedade física e intelectual.
Eu, tenho necessidade de ter momentos Só, para me "encontrar". "Olhar  para dentro de mim ". 

Não me parece que alguma vez vá mudar a minha perspectiva de vida.

É na solidão que surgem as maiores obras.

"Filósofos como Jean-Paul Sartre, acreditaram numa solidão epistêmica, onde a solidão é parte fundamental da condição humana por causa do paradoxo entre o desejo consciente do homem de encontrar um significado dentro do isolamento e do vazio do universo."

in, https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Solidão

 

30.05.21

Um passeio a dois


Maria Neves

5CFDEB83-33B8-41FB-8DD6-4FFDCEDE7A6C.jpeg

4375458C-E6B9-4689-BB60-062EF57D76EA.jpeg

Olá!
 
8:30 horas da manhã. Em Peniche, " um mar branco",  de  nevoeiro, e um vento fresco desagradável.

Não saindo da nossa terra desde Novembro de 2020, devido à situação pandémica, confinamentos, e, sua relação com a minha actividade hospitalar, só há duas semanas começámos  devagarinho a desconfinar em áreas ao ar livre e esplanadas perto do mar, sempre cumprindo as normas da DGS.

Ontem, já os dois vacinados, e mantendo as mesmas medidas de segurança, fomos fazer um passeio à beira Tejo.  Que Sol e até calor. A falta que me faziam estas sensações, depois de tempos "tão penosos".

Que saudades que tínhamos de olhar o Padrão dos Descobrimentos e a Torre de Belém.

Parar para um café e um pastel de Belém.

Tão pouco... tão bom!

Maria Neves

 

29.05.21

Moda Portuguesa


Maria Neves

578028AA-7DAF-456F-B3F1-156F4C611A5F.jpeg

Olá!
As vezes subvarorizamos o que é nosso . O que é português.

Porquê?

Parece- me haver algumas razões para que tal aconteça. Hoje, fui a um evento sobre “ Multimarcas portuguesas” ,  " Summer Market Stylista", e  juro que vim encantada. Nós temos um padrão elevado de qualidade no que fazemos. A mão de obra é cara, qualificada, leva muito tempo determinada confecção, o que torna o produto acabado caro, no nível de algumas marcas de luxo.
Mas tocou-me, como portuguesa e como mulher.

De hoje em diante, eu irei procurar algumas daquelas marcas, de roupa, utensílios e calçado. Os artesãos,  estilistas e costureiros portugueses,  precisam ser divulgados e as suas marcas, nunca precisàmos tanto do que é Nosso! Português!

28.05.21

Aniversário


Maria Neves


92483AC2-203F-4D14-9E8E-4B56064A8B49.jpeg

 

Olá!

Dia Especial 

Acordar com uma bancada florida! Um beijo do meu marido,
com uma mão atrás das costas.

Uma música nova de Lars Winnerbäck

Muito obrigado, 59 anitos.

Obrigado ao Universo,  por até ao presente, ter uma carreira hospitalar,
 do qual me orgulho.


Pelo marido, maravilhoso, que já deve ser "Santo",  mas que eu amo muito.

Pela família e amigos que tornaram o meu dia muito Especial.

A vida às vezes cobra, e, às vezes é tão generosa🙏

Sempre grata 😘
27.05.21

Sonho de uma Enfermeira em Pandemia 1


Maria Neves

http://mluciadneves.blogs.sapo.pt

Pousada do Crato - Alentejo

hotel-crato-night.jpg

 

IMG-5176.JPG

Foto, Dezembro 2010

Olá!

Durante o período de tempo, mais propriamente, desde Dezembro de 2020
até Março 2021,  eu "vivi" e "morri".

Foram tempos muito difíceis para todos nós.
Ser profissional de Saúde em Pandemia, causa "arrepio".

Durante estes meses, o  tempo não passava. O calor, a sede, a angústia,
e também os receios invadem-nos.

Eu se eu desistisse? Não!!! Não!!!

"Vamos ficar bem "... 

O uso deste Equipamento de Proteção Individual - EPI, e o cumprimento
das regras de segurança, estou segura.


Os silêncios invadiam as nossas almas.

Mais mortes... UCIs, cheias. Ajuda externa.

O Natal, a família.

Natal digital ... que estranho!

No casal,  sempre com distância de segurança,  quartos separados,  

um em cada extremo da mesa.


Se próximos, no escritório por exemplo, uso de máscara. 

Deitava- me,  após um turno de serviço, e, perguntava-me,  

quando poderei respirar a Natureza pura?

Quando beijar o meu marido?

A família, o nosso porto seguro,  talvez, por defesa própria ou até nossa,

aceitaram com maior naturalidade do que Nós.


Fevereiro,  finalmente as Vacinas.

Como grupo de risco,  e, também portadores de doenças de risco, fomos dos primeiros

a iniciar este "milagre " da Ciência.


Continuàmos a sonhar com aquele Hotel na Natureza, que nos atenue aquela realidade

sofrida.


Paz aos que partiram. Até um dia!

Nós, os dois, com Fé e Ânimo, cumprimos sempre o nosso dever,  cívico e profissional.

Esperamos brevemente o Lugar Mágico,  vacinados,  mas com as respectivas

regras de segurança!


Lugar Mágico!

http://mluciadneves.blogs.sapo

Maria Neves





25.05.21

Decoração com alma


Maria Neves

 

Olá!

A decoração da nossa casa, deverá ter o nosso cunho pessoal.

Afinal estamos a falar do nosso pequeno mundo, onde carregamos

"as nossas baterias", para o dia seguinte, o nosso ninho,

composto pelo amor que nos une, dentro da  esfera  envolvente.


Cada canto, cada espaço, cada livro, ou cada pormenor decorativo,

 tem um "sabor" especial ao chegar a casa.


Eu adoro flores,  especialmente flores naturais, arranjos com flores

frescas. Com a Pandemia, aperfeiçoei as minhas ideias criativas,

para arranjos florais artificiais.


E,  na minha casa não voltaram a entrar flores para decorar.

Consoante a minha forma de estar, altero os lugares,  mudança de bases,

aquisição de outros materiais, enfim, que dão vida .


 É uma actividade que funciona ainda,  como terapia, como redutor de stress,

e mediador dos nossos sentidos.

Maria Neves


24.05.21

Cozinhar para nós dois


Maria Neves

64EFC212-9E64-4107-A9A9-5DCAD48E4F6F.jpeg

8ACA20CF-B83A-481E-B39C-D987E7887F47.jpeg

Bacalhau no forno com molho pesto e pimentos mourones

Ingredients:

5 batatas médias
2 postas de bacalhau grosso, congelado,

5 dentes de alho
Azeite q.b.
4 colheres de vinho branco
Molho pesto (embalado)
Queijo mozarela q.b.
Pimentos mourones (embalado)

Preparação:
Descascam-se as batatas e cozem com  o bacalhau cerca de 15 minutos. Deixa-se esfriar um pouco.

(As rodelas têm que estar inteiras.)
Limpa-se o bacalhau e dispõe-se em lascas.
Ao lado, numa frigideira, colocam-se os dentes de alho picados. Deixar alourar. Parar o lume. Juntar duas colheres de vinho branco.
Num tabuleiro de vidro, coloca-se duas colheres de azeite, e barra-se.
Dispõe-se metade das rodelas da batata.
Colocam-se as lascas de bacalhau.
Por cima,  rega-se com o azeite e os alhos, a mistura.
Por último, as rodelas de batata envolvidas em molho pesto.
Depois o queijo parmesão e os pimentos mourones, cortados em tiras.
Vai ao forno a 175 graus, previamente aquecido,
Fica entre 15-25 minutos.
( Ferve, o queijo fica dissolvido, e os pimentos mourones ficam em capa com o queijo)
Bom apetite!

Feliz dia!

 

 

23.05.21

Perspectivas de um Ser pensante


Maria Neves

 
Vivências

Podemos considerar - Perspectiva  de forma subjectiva,  

como a forma como cada um de nós percepciona o mundo onde se insere.


Assim sendo,  através da nossa linha de pensamento, podemos ter num dia

primaveril, com muito sol, perspectivando um belo passeio à beira mar,

 do rio, no  jardim,  uma boa leitura,  uma bebida em local preveligiado ...


Perspectivar algo,  é sempre um conceito dinâmico,  uma Atitude enquadrada

no tempo e no espaço, objectivando  algo,  libertador da nossa mente,

do "vazio" ou do "entulho".


O meu foco não é apenas chegar a algo,  mas sim o caminho para seguir os

trilhos da vida,  passando as "pontes do medo", ao invés de ficar parado

a pensar que vai cair.


Viver,  não  é  ser sinónimo de ficar a ver,  mas de experienciar vivências,

que no fundo,  cada um de nós próprios  perspectiva,  sem prejuízo de outrem,

mas que tonificam a nossa existência .


Maria Neves



22.05.21

Mente inquieta, a procura do silêncio


Maria Neves

DSC05905.jpg

Mente inquieta

O Ser Humano é por natureza,  um Ser insatisfeito. Metas a atingir na vida pessoal e profissional,  levam à priorização de  objectivos,  com um padrão elevado de exigência a cumprir, em determinado espaço e tempo.
Não poderá vacilar.

Para tornar atingível cada objetivo,  é na generalidade necessário muito esforço,  físico e psíquico. 
Dia após dia,  sem que demos por isso,  no trabalho,  na família,  no nosso quotidiano, existe um "desgaste " .

Como atingir o equilíbrio?

Se puder uma viagem,  meditação,  cultivar a paz interior,  é o essencial.

Às vezes, basta olhar para dentro de nós próprios,  e temos um caminho.

Olhar para quem amamos, dar-lhe  a atenção e o merecido valor,  é para mim o principal foco, para chegar ao tão desejado "equilíbrio".

Talvez,  outra possível solução passe por,  olhar um belo jardim,  as árvores,  as flores, os cheiros, e deixar percorrer os nossos sentidos nos seus "cinco pontos cardeais".

 

Maria Neves

21.05.21

Gratidão


Maria Neves

IMG-0177.jpg

IMG-3008.JPG

IMG-0530.jpg

IMG-8770.jpg

IMG-8675.JPG

IMG-0131.jpg

Gratidão

Estar grato,  por algo,  acontecimento, ou simplesmente por estar vivo,

é uma atitude  positiva perante a vida.


Gratidão,  é como que, algo mágico, que só quem está de bem com a vida, 

conhece.


A palavra , onde cabe tudo o que sentimos , quando a Alma ri.

A mente descobre e traduz, em sorrisos e lágrimas,

Gratidão, é o capuz de quem está feliz.



Maria Neves

Pág. 1/3