Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Com um sorriso, chegas ao infinito.

Um espaço, que descreve a minha atitude perante a vida. Viver com um sorriso, perspectivando um futuro melhor. Sorri sempre!

Com um sorriso, chegas ao infinito.

Um espaço, que descreve a minha atitude perante a vida. Viver com um sorriso, perspectivando um futuro melhor. Sorri sempre!

31.08.21

Dia Internacional dos Blogs


Maria Neves

 

684AA5BC-3306-4D64-9607-BCE2AAF94DBC.jpeg

Dia Internacional dos Blogs

Hoje é um dia muito especial.

Comemora-se internacionalmente, o dia de quem escreve o que sente, de quem coloca a Alma  a falar, e que transporta para o ecrã e partilha, com imensa satisfação e carinho, a sua forma de sentir a Vida.
Todos podemos ser por um pouco o que quisermos, na Blogosfera.

Na foto: O cantinho dos blogues - O local dos acertos, fotos e rimas.

Maria Neves

28.08.21

Uma folha dourada


Maria Neves

F00DC987-B89F-44BF-A3D2-44D7DAC7EA72.jpeg

E3E18A1E-6911-490C-8F51-E600285191D8.jpeg

Uma folha dourada, rola pelo chão,
Um raio de sol quente, a minha pele vem acariciar,            
Lembra que ainda estamos no verão,
Mas, nova época se faz anunciar.

São lindas as tardes do fim do verão, 
Sentada à beira mar, sinto a maresia,
Ao ritmo da onda, olho e penso como serão,
As tardes vazias, de quem a natureza não aprecia.

Uma onda vem ter comigo devagarinho,  
A água morna, molda os  meus sentidos,
O Verão vai, o Outono vem a caminho,    

Antevejo os jardins, cor de ouro revestidos.


Maria Neves

Uma folha dourada - Com um sorriso, chegas ao infinito. (sapo.pt)

24.08.21

Ser Livre


Maria Neves

CE114412-9080-43A7-9785-4E8437A59224.jpeg

05BB3EA9-9109-4C55-BD54-1FEA8FBAB0D8.jpeg

Ser Livre é 

É sentir a leveza do pensamento,
Ter como parente a coragem,
Só precisar da brisa do vento,
Saber limitar a sua imagem.

Ser livre é 

É não precisar  de se apresentar,
É saber  pensar com os sentidos,
Colocar  a alma a falar,
Caminhar sobre ideais refletidos.

Ser livre é

É não ser refém de um passado,
Que seja trilho do futuro,
Que obstroi  as artérias de um condado,
Que constroi em si, seu próprio muro.

Ser livre é

É não ter fronteiras no seu caminho,
É permitir-se errar sem se condenar,
É pertencer a um  mundo sibilino,

É saber onde fica o seu lugar.

Ser Livre é ...

Saber Ser,

Saber estar,

Poder escolher,

Poder concretizar,

Saber consciencializar.

 

 

 

22.08.21

O vento norte


Maria Neves

A5ABC73D-90F0-4414-839C-127C202169FE.jpeg

O vento norte

Belo, o pôr-do-sol no horizonte,
Hoje na Costa, sente-se o vento norte,
A ondas de crista branca, defronte,
Viajando pelos mares, à sua sorte.

Ainda é verão, ou talvez não,
E, o sol se põe no abandono,
O vento norte fresco, revela ação,
Mas, já se avizinha o Outono.

Pelo caminho, vejo folhas douradas pelo chão,
As árvores inquietas, sugerem mudança,
O vento norte sopra na minha direção,
Só a natureza tem a sua própria  dança.

Mas que fresco o vento norte!

 

Maria Neves

O vento norte - Com um sorriso, chegas ao infinito. (sapo.pt)

 

20.08.21

Olhando o Outro


Maria Neves

19F73353-B50C-4122-9F85-9387FF41AD94.jpeg

É de manhã e acordei cedo.
Hoje é dia folga da Urgência.
Tirei um café e peguei um livro, enquanto aguardava o pãozinho fresco. Abri a janela, havia sol e cheirava a maresia. Mas, decidi ficar no conforto do meu Lar, que os últimos dias foram pesados e inesquecíveis.
Não me refiro ao contexto profissional, esse é normal para esta época do ano. Refiro-me aos últimos acontecimentos no mundo que nos cerca.  Há necessidade de  pensar que não somos incólumes, enquanto existe o Outro do Outro lado.
O sofrimento, o preconceito, a mediocridade humana do Ser ao Poder, interagem mutuamente, fazendo do planeta um habitat perigoso!

Li um parágrafo. Tão simples, tão singelo, tão isento da mediocridade recente.

" Damos tudo,  menos o que sentimos. Isso é nosso, intransitivo, o que nos destingue. Não somos o que nos acontece, seria previsível de mais"... 
in "Foste a maneira  mais bonita  de errar " //de Pedro Chagas Freitas

Maria Neves

Olhando o Outro - Com um sorriso, chegas ao infinito. (sapo.pt)

 

 

19.08.21

A crueldade no feminino


Maria Neves

4542F199-8EC9-4A7C-A4D9-9A5A9A026412.jpeg

Sou mulher

Nasci mulher,  fui educada.

Estudei e formei-me para exercer uma carreira.

Nunca imaginei ser controlada,  ou mesmo proibida de fazer o que sinto  correcto, por ser uma opinião feminina.
A minha vida sempre pautou pela luta por causas nobres.
Sou Enfermeira!

Em equipa multidisciplinar ou sozinha, na prestação do meu papel social, não imagino como me sentiria se fosse PROIBIDO, POR SER MULHER.

No século XXI, o mundo não pode ficar indiferente às Mulheres Afegãs!

Ao povo afegão.
Será a Crueldade do Século!


Não!

Andar vinte anos para trás. Perder tudo o que conquistaram...

Não.

Maria Neves





13.08.21

Ver com os olhos da Alma


Maria Neves

B40A9D78-AAFE-4670-AB9C-4F45F42B1D78.jpeg

2FD73F46-F702-4937-9159-7B5840849EC4.jpeg


Vê com os olhos da alma,

Segue um trilho desconhecido,
Procura no meio do nada, com calma,
Procura o que te é merecido.

Não te fiques pelo caminho,
Nunca te desculpes com o Medo,
Segue em frente sozinho,
Deixa para trás o degredo.

Não vivas em águas paradas,
Vê com os olhos da alma,
Não tens as portas cerradas,
Verás á tua volta, vivalma.

Aqui, sozinho encontraste a verdade,
Aqui, te respeitas por inteiro,
Aqui, encontraste a Paz e a cumplicidade.
Aqui, encontraste o Amor verdadeiro.

Vê com os olhos da Alma!


Maria Neves

 

11.08.21

Atitude é


Maria Neves

 

A1977909-E4E0-44BC-8D03-A57DB1AB8E29.jpeg

91DB4872-F660-48A6-B2F4-41B19BA71F1C.jpeg

8485D474-BD4A-4D51-8DC0-CE2A0E0E64CF.jpeg

CFF16584-F961-4909-B29F-BEB9459281E4.jpeg

Atitude é 
Ter força, sem ter poder,
Ter conhecimento para percepcionar,
É saber olhar e saber ver,
No momento certo, saber ser e saber estar.

Atitude é
Simplesmente ter a coragem,
A arte de se fazer chegar a alguém,
Sem que o outro sinta a tua imagem,
E, se possa sentir do teu acto um refém.

Atitude é
Não deixar de viver,
Não servir o medo,
Ter uma direcção definida,
Não desvendar o segredo.

Atitude é
Perseguir o  momento,
Que pode o caminho mudar,
Apenas com o pensamento,
Mudando tudo, sem se apresentar.

Atitude.


Maria Neves


https://mluciadneves.blogs.sapo.pt/atitude-e-60603





08.08.21

Paraísos a Dois


Maria Neves

 

 

37B72BEA-FC41-473B-8F1E-03FE1B826EDA.jpeg

35F35EA9-B67A-4B92-BFD8-5F71440E7F21.jpeg

7E4D67F9-2E64-431A-9945-8A2736A1651D.jpeg

94161138-018D-4CC3-86C2-E512E9D93648.jpeg

8763722B-BA5B-4FA1-AA25-84525650F8AC.jpeg

2164FCA3-1AEC-4DEA-969D-70E06DB4A536.jpeg

Dizem que não há Paraísos, na Terra, mas há. Paraíso será o local que pela sua genuína beleza, exclusividade e subjetividade, é admirado e vivenciado de forma única pelo Ser humano.Para que seja sentido Paraíso, terá que haver sempre alguém com quem partilhar, as sensações vividas.

 

" Um Adão e uma Eva".

 

O Buddha Eden-Regularmente, o titular da empresa, comendador José Berardo, impressionado em 2001 com a destruição pelos talibãs das estátuas milenares de Buda na paisagem cultural e ruínas arqueológicas do Vale de Bamiyan, no Afeganistão, concebeu o projecto de criação de um jardim como homenagem à perda daquela herança da humanidade. Em consequência, mais tarde, foi inaugurado um espaço de 35 hectares na quinta, com vegetação onde coexistem sobreiros e carvalhos, tendo sido implantado um lago artificial com carpas chinesas, rodeado por diversas estátuas sem terracota mármore e granito 

de Buda e outras divindades orientais.

História- A Quinta dos Loridos, a propriedade remonta a uma doação de terras feita pelo mosteiro a João Annes de Lourido, por volta de 1430.

Em finais do século XV estabelecem-se em Lisboa representantes da família Aifaitati ou Lafetas, banqueiros oriundos de Cremona, cuja casa bancária possuía filiais em Roma, na Inglaterra, na França, na Espanha e na Flandres. Em Portugal, associam-se inicialmente à produção de açúcar da ilha da Madeira, e, após a abertura do Caminho marítimo para a Índia, ao comércio de especiarias. No início do século XVI fixam-se na região de Óbidos, tendo erguido uma casa de campo nas terras da Quinta dos Loridos, que entretanto lhes fora doada por D. Manuel I. A disposição quinhentista das edificações, de inspiração italiana, pode ser percebida até aos nossos dias, nomeadamente nos jardins em socalcos e no portal "Paladiano" do corpo central do edifício, idêntico ao do Palazzo Affaitati, em Cremona.

 A meados do  século XVIII, a propriedade encontrava-se em mãos da família Sanches de Baena, conforme o testemunha a pedra de armas sobre o portal de entrada. Na posse desta família, tiveram lugar importantes alterações que lhe conferiram feições barrocas, notadamente na entrada e na capela.

A propriedade mudou de mãos em 1834, quando foi adquirida pelo capitão João Pedro Barbosa. O seu filho, José Antonio da Silva Barbosa, pretendeu legá-la em testamento a um pároco, que a recusou, rogando-le que a deixasse a um primo, Albino Herculano da Silveira Sepúlveda, que assim a herdou.

Em 1989 a quinta foi adquirida à família Sepúlveda pela empresa J. P. Vinhos, S.A. (propriedade de Joe Berardo), que promoveu uma extensa campanha de conservação e restauro, nomeadamente em termos de telhados e interiores, assim como a instalação de uma adega para a produção de vinho espumante (onde se destaca um lagar com uma antiga prensa de "vara"), a construção de uma cave para envelhecimento do produto e a plantação de vinhas.

A plantação de vinha ocupa 45 dos 90 hectares da propriedade com um compasso de 2,4 x 1,1 e uma densidade de 3.700 plantas das castas Castelão, Fernão-Pires, Merlot, Tinta Roriz, Chardonnay, Arinto e Alvarinho.

Ontem,  visitei mais um Paraíso na Terra!

Fonte:https://pt.wikipedia.org/wiki/Quinta_dos_Loridos

Maria Neves

 

06.08.21

Águia Cobreira


Maria Neves

2C895373-751C-4547-8B54-46B83639B00C.jpeg

Sou uma Águia Cobreira

Sou uma ave  de rapina que venho do " Velho Mundo".

Os meus ancestrais são muito antigos,  e a minha espécie está a desaparecer em algumas zonas do globo. Gosto do Litoral Oeste, mais propriamente da zona de Peniche, em Portugal, também gosto das Serras.

Alimento-me de répteis, cobras, lagartos, também gosto de ratos, e um coelho distraído é um manjar.

Temos vindo a sofrer um rápido declínio em número na Europa e já não viajamos para muitos países, devido às práticas da agricultura, necessitamos  de protecção.
Na Ásia não estou ameaçada, mas gosto de planar o Cabo Carvoeiro.

Os nossos maiores inimigos são os pesticidas e os incêndios.

Quando estou feliz canto o meu silvo melancólico e melódico.

Para o mês que vem, vou embora, voltarei em Abril  de 2022.

O meu lugar é na África Subsariana.

 
"A águia-cobreira ou guincho-branco(Circaetus gallicus) é uma ave pertencente à família Accipitridae."

Fonte:https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Águia-cobreira

Foto: Óscar Ferreira 

Maria Neves

 

Pág. 1/2