Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Com um sorriso, chegas ao infinito.

Bem-vindo ao meu Blogue!

Com um sorriso, chegas ao infinito.

Bem-vindo ao meu Blogue!

06.08.21

A Terra já não é azul


Maria Neves

 

00ACCBCB-0CD3-4186-8F9B-A9A282650607.jpeg

1BEEDCD3-D484-4B36-9777-3579D4ED9BED.jpeg

https://mluciadneves.blogs.sapo.pt/a-terra-ja-nao-e-azul-58454

A Terra já não é azul

Com lindas penas, sou tão pequenino e canto,
Hoje estou  feliz neste poleiro,
Faço parte do planeta terra,  por enquanto,
Amanhã não  sei, se tenho pinheiro.

Amanhã não sei,  se tenho água para beber no rio,
Não sei se haverá formigas para me alimentar,
Só de me lembrar,  fico com calafrio,
Porque não sei  também,  se o rio irá secar.

Aqui no bosque, tudo é tão simples e tão real,
Mas o Sol,   tem  um brilho diferente ao entardecer,
As vezes está roxo  e cheia a fumo,   faz-me mal,
Cansado,  falta o folego para cantar,  fico a sofrer.

Amanhã não sei!...
Se tenho bosque.

Se tenho pinheiro.
Se tenho familia.
Se tenho formigas.
Se tenho água.
E,  se o dia se faz noite?
Aqui na Terra está dificil.
A Terra já não é Azul !..
Amanhã não sei, se tenho Vida.
Estou muito triste, acabam com o Paraíso!

Maria Neves

Fotografias  de Oscar Ferreira

 

02.08.21

Pérolas de uma Aranha


Maria Neves

Pérolas de uma Aranha - Com um sorriso, chegas ao infinito. (sapo.pt)

4B69F9E7-9B2F-4011-AE94-11903DAFC1CD.jpeg

8D1007A1-8E62-4D80-AE21-7FA9976C2218.jpeg

B6462FC7-064E-4FA2-AE6E-782B784BAEF8.jpeg

97BC29C0-5756-418E-8BDD-79C5C4537E7E.jpeg

66DC3141-CBAA-448E-B58C-CD1814233013.jpeg

Pérolas de uma Aranha 

Existem pequenos nichos, na Terra, que são verdadeiros tesouros. 
A vida e obra de uma Aranha,  na falésia, da Marginal Norte em Peniche, torna- se uma verdadeira obra de arte para qualquer Humano sensível à beleza da Mãe Natureza, numa manhã de orvalho.

Ela está escondida, enquanto  a sua obra é fotografada, enrolada, feita uma azeitona, por entre a vegetação, prefere não ser vista, nunca se sabe com os "humanos"...!

Peniche,  mais propriamente este local, foi premiado pela Natureza por todo um património geológico, fauna,  flora e vistas únicas, que podemos aqui contemplar,  bem como a partir deste Ecossistema.

Em frente o mar azul, e a linha do horizonte.

Maria Neves

Fotografia: Óscar Ferreira

@oscarffotografia

 

 

 

01.08.21

A Viagem pelo Lago Mälaren


Maria Neves

A4C0496B-58A8-4E73-B232-217227AB9D1D.jpeg

4EEFFA95-287C-441A-B018-B4A891AE67F4.jpeg

47F36A94-FF34-4745-AA9B-63EF8E60E3E5.jpeg

2FD3E437-1E49-48A0-92CA-EFF6D613BDB2.jpeg

 

11B61F5F-F2D7-4492-BB2E-704FE80D7E9E.jpeg

A Viagem pelo Lago Mälaren

Naquela noite,  foi tudo  tão diferente.
Sentia-me como uma adolescente que espera uma aventura. Sim. Uma aventura.
O sol entrou pelo quarto, ás 4:30 horas.
Oh meu Deus,  que terra esta, dizia o meu esposo, ensonado. 
Eu,  Estocolmo pois é ...!
" Não há noite sem dia... E também há Sol de madrugada ..."disse ele.
Nos estávamos desejosos pelo pequeno almoço, e seguir para o Cais de embarque.
Puxámos os blakouts, e continuamos no nosso carinho cinquentão, daquela que foi a cama mais fofa onde dormimos, pelo mundo fora.
Ás 7:30 horas, erguemos, um banhinho, uma maquilhagem suave, vestimos roupa adequada, dirigimo-nos à sala de pequeno almoço. 
Pelas 11:30 horas, a temperatura na capital escandinava, marcava os 27º. 
Que bom. Está tudo a nosso favor.
Um corvo marinho, veio apresentar-se a nossa chegada ao Cais. Lindo, de poupa branca.
E então chegou a hora. Embarcámos no cais em Strandvägen, no Barco Strömma, em direcção ao Strömma Canal, Tour to Sandhamn.
Lindo, "todo escandinavo", com todo o preceito, e a altivez a que o percurso exigia.
Um longo passeio pelo Lago Mälaren, Vilas, Marinas e a Fortaleza de Vaxholm, fortificação histórica, na ilha paradisíaca de Vaxhomen.
Ilhas e  casas de veraneio, que são autenticos postais ilustrados, nas margens do Lago Mälaren.
A gastromia a bordo, e simpatia da tripulação, inesquecivel.

Após cerca de quatro  horas regressamos a Estocolmo, centro, e ao nosso maravilhoso hotel.
Sinto muitas saudades desta cidade, das suas gentes, da sua gastronomia, cultura e eventos musicais. 
Logo que a situação pandémica o permita, e tenha tempo, voltaremos!

Maria Neves











Pág. 2/2